Para treino, MEC deve implementar "Enem online" com questões retiradas do mesmo banco da prova real

Estudantes que pretendem entrar em faculdades por meio do Enem devem ter um novo instrumento de estudo: uma plataforma digital disponibilizada pelo Ministério da Educação com testes muito parecidos aos que serão aplicados na prova presencial. Para tanto, o Ministério da Educação pretende ampliar sua base de questões.

A ideia partiu do ex-ministro Cid Gomes, que visualizava a possibilidade de o Enem ser aplicado  “a qualquer dia, a qualquer hora” por meio de plataforma digital, mas deve ser mantida, ao menos em uma etapa inicial, como treino para os estudantes pelo atual ministro Renato Janine.

A plataforma traria um poderoso e inédito meio de estudo para o vestibulando, uma vez que as questões serão sorteadas do mesmo banco das que caírão na prova do Enem online. Sobre a hipótese de o aluno chegar a decorar as questões, o ex-ministro Cid Gomes brincou: “Se o aluno conseguir decorar todas, ele é um gênio.” E, como todo gênio, merece ingressar na universidade.

O banco de questões se tornaria público nas quatro áreas de conhecimento do exame – linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias; e ciências da natureza e suas tecnologias. Atualmente, o banco de questões é secreto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.