Protestos de domingo "descanonizam" ex-presidente Lula

O Bolsa Família deu ao ex presidente Luís Inácio Lula da Silva momentos de São Franscisco de Assis. Mesmo após o mensalão, a castidade de Lula se manteve intacta. No entanto, no último domingo (16), os protestos contra a presidente Dilma Rousseff e o atual governo, o petista estava vestido de presidiário e, claro, não passou despercebido: iniciou-se, então, a “descanonização” do personagem.

Lula que sempre se colocou na posição de um ex-presidente honrado, enrolado na bandeira da moralidade, começa a ser visto, agora, de outra maneira.

Parte dos manifestantes de domingo não estão mais engolindo a imagem que Lula passa de si mesmo. Inclusive, no livro ‘Lula, o filho do Brasil’ ele se descreve: “se eu não tivesse algumas (qualidades pessoais) não teria chegado onde cheguei. Eu não sou bobo. Acho que cheguei onde cheguei pela fidelidade aos propósitos que não são meus, são de centenas, milhares de pessoas.”

Lula, agora, anda inquieto com a situação e tem um fantasma que o esta rondando, o juiz Sérgio Moro. Nas manifestações deste domingo, o juiz da Lava Jato teve seu destaque, assim como ocorreu com Joaquim Barbosa na época do mensalão. Com duas diferenças: as delações avançam e Lula, sem mandato, agora está ao alcance da primeira instância do Judiciário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.