Brasil perde mais de 900 mil vagas de carteira assinada

O mercado de trabalho formal do Brasil perdeu 986 mil vagas de carteira assinada nos últimos 12 meses. A informação é do Ministério do Trabalho e Emprego. Só em agosto, foram cortadas 86.543 vagas de carteira assinada. No mesmo mês, o setor de indústria de transformação cortou 48 mil postos. A área também foi afetada nos últimos anos pela pouca competitividade para produtos estrangeiros.

Nos números da indústria, 11 dos 12 ramos monitorados perderam vagas. A indústria têxtil e a mecânica foram os destaques negativos, com menos 10 mil e 8 mil postos respectivamente.
O setor agrícola, que estava conseguindo criar vagas até Julho, cortou 4 mil empregos formais no mês. O resultado de Agosto foi o pior para o mês desde 1995, ano em que foram perdidos 117 mil empregos formais.

Cidades

Juntas, apenas 20 cidades perderam aproximadamente 40 mil postos de trabalho formal em agosto.
Na liderança, estão Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo. Na capital mineira, foram 4,5 mil postos a menos, a maioria na construção civil.

Já no Rio de Janeiro, boa parte das vagas que deixaram de ser criadas foi nos setores de serviço e comércio. Em São Paulo, foi a construção civil e indústria que mais cortaram postos de trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.