Governador do RJ, Pezão, é diagnosticado com câncer nos ossos

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB), foi diagnosticado com um tipo de câncer conhecido como linfoma Não-Hodgkin, localizado no tecido ósseo. A informação foi revelada pela equipe médica do hospital Pró-Cardíaco, nesta quinta-feira (24). O tratamento do político inclui quimioterapia e começa já nesta sexta-feira (25).

Os médicos tiveram acesso ao resultado da biópsia de Pezão na quinta-feira. O tumor encontrado no governador é do tipo anaplásico de grandes células T (T-ALK positivo). Segundo o oncologista Daniel Tabak, que coordenará o tratamento, o tipo de câncer diagnosticado é incomum e agressivo, porém curável.

Governador confiante

“Tenho plena confiança de que vamos vencer essa dificuldade. Vou lidar com esse tratamento da melhor forma e com a maior transparência possível. Vou encarar com muita determinação e firmeza. Sei que tem coisas piores na vida”, disse o governador, de 60 anos.

Nesta quinta-feira, o político fará uma cirurgia simples, com anestesia local, para a instalação de um cateter que facilitará a chegada dos medicamentos a veias profundas. No período de ausência à frente do governo do Rio de Janeiro, assumirá o cargo o vice-governador, Francisco Dornelles (PP).

Entenda

O linfoma é um tumor cancerígeno no sistema linfático, formado por vasos finos e gânglios (linfonodos) que atuam na defesa do organismo levando nutrientes e água às células e retirando resíduos e bactérias. Existem duas categorias: o linfoma de Hodgkin e o linfoma Não-Hodgkin.

O linfoma de Hodgkin é mais raro e ocorre com maior frequência em jovens e pessoas de meia idade. Já o Não-Hodgkin, como o que afetou Pezão e Dilma, é responsável por 90% dos casos e atinge principalmente pessoas com mais de 55 anos.

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.