PGR denuncia Eduardo Alves

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou ao Supremo Tribunal Federal (STF) o ex-ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) acusado de lavagem de dinheiro e evasão de divisas em razão de conta atribuída a ele na Suíça.

Alves deixou o cargo na última quinta (16), após a divulgação de que havia sido citado por recebimento de propina na delação do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado.
Em nota oficial divulgada na noite de sexta (17), após informações de que ele teria deixado o cargo em razão da existência de contas no exterior, Henrique Alves disse que não tem qualquer ligação com recursos e, destacou não ter sido citado para prestar esclarecimentos, mas que está a disposição da Justiça.

A apuração, iniciada na Suíça e transferida para o Brasil, encontrou uma conta ligada a Alves com saldo de 800 mil francos suíços – cerca de R$ 2,8 milhões.

A transferência da investigação foi realizada para autoridades brasileiras nos mesmos moldes como ocorreu com o presidente afastado da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDb), depois de a Suíça descobrir  contas ligadas ao deputado, à mulher dele e uma das filhas.
O segundo pedido tem como base mensagens apreendidas no celular do ex-presidente da OAS José Adelmário Pinheiro, o Léo Pinheiro, onde o empreiteiro trata com Eduardo Cunha de doações a Henrique Alves – a suspeita é de que Alves tenha recebido dinheiro desviado da estatal em forma de doação oficial para campanha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Avatar
    21/06/2016 a 13:29
    Permalink

    PMDB e composto dos maiores corruptos da historia

    Responder
Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.