Temer inaugura parte da obra do Rio São Francisco

O presidente da República, Michel Temer, realizou a inauguração da Estação de Bombeamento 2 do Eixo Norte do projeto de transposição do Rio São Francisco. A cerimônia foi realizada na sexta-feira, 2, na cidade de Cabrobó, em Pernambuco. De acordo com o governo, essa segunda estação de bombeamento vai levar água a 9,2 mil habitantes do município pernambucano.

Com a obra, estima-se que haverá uma elevação do Rio São Francisco de 58,5 metros, o que equivale a um prédio de 19 andares. Para o Governo Federal, a expectativa é de que 7 milhões de pessoas sejam abastecidas pelas águas do “Velho Chico” nos estados de Pernambuco, do Ceará, da Paraíba e do Rio Grande do Norte. De acordo com o Ministério da Integração Nacional, a ordem de serviço assinada pelo Governo Federal, no valor de R$ 6,5 milhões, será destinada para o início da obra de recuperação e modernização da Barragem Barra do Juá.

No sábado, no entanto, a obra já sofreu um rompimento. A equipe do Ministério da Integração afirmou que as obras de recuperação se iniciariam no mesmo dia do ocorrido. Em nota publicada, o Ministério informou que a movimentação das placas de concreto dos canais é uma ação que pode ocorrer durante os acionamentos das bombas, devido à força com que água é liberada.

De acordo com o advogado e professor de Direito Jorge Ulisses Jacoby Fernandes, a Transposição do Rio São Francisco é uma obra fundamental que terá um impacto estratégico para o Brasil, principalmente para a região nordeste.

“As obras estão possibilitando a distribuição de água para uma população carente desse recurso tão precioso. Muitos são agricultores familiares que veem na água a única possibilidade de sustentarem suas famílias”, afirma.

Ajuda na geração de energia

Conforme o advogado Gustavo Valadares, do escritório Jacoby Fernandes & Reolon Advogados Associados, o Eixo Norte da Transposição tem 260 km de extensão e vai levar a água do Rio São Francisco para mais de 390 municípios dos estados de Pernambuco, do Ceará, da Paraíba e do Rio Grande do Norte.

“A estimativa do atual governo é concluir todas as obras até o final de 2018. Além do abastecimento, as obras de transposição permitirão o incremento na geração de energia elétrica e o barateamento do custo ao consumidor. Isso porque o investimento na transmissão de energia, um dos principais na composição do preço cobrado, seria reduzido”, comenta Gustavo Valadares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.