Desemprego sobe para 8,1% no primeiro trimestre fechado em maio

A taxa de desemprego subiu 8,1% até maio deste ano. No mesmo período do ano passado, o número estava em 7%. O resultado é o mais alto desde o início da série histórica, em 2012, da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD). No trimestre encerrado em abril deste ano, o desemprego registrado tinha sido de 8%.

Na semana em que a pesquisa foi realizada, 8,2 milhões de pessoas de 14 anos ou mais idade estavam desocupadas. “Esta estimativa era de 7,4 milhões no trimestre terminado em fevereiro, apontando aumento de 756 mil pessoas, ou seja, 10,2% que não estavam ocupadas e procuraram trabalho”, analisou o Instituto de Geografia e Estatística (IBGE).  Em um ano, o contingente de desocupados cresceu 1,3 milhão, ou seja, 18,4%.

Ainda de acordo com o IBGE, foram pesquisados 211.344 domicílios particulares permanentes distribuídos em cerca de 3.500 municípios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carla Machado

Carla Machado

Jornalista com experiência em assessoria de imprensa, onde trabalhou na produção de conteúdo interno e externo e no atendimento à imprensa, e em jornal, revista e site, nos quais foi repórter. No dia 22 de maio de 2014, recebeu o prêmio Paulo Octavio de Jornalismo, pela categoria Melhor Série de Reportagem, com a série #Brasíliaquerandar, do Jornal de Brasília.