Pesquisadores comprovam existência de ondas gravitacionais

Uma equipe internacional de cientistas anunciou nesta quinta-feira (11) a primeira a detecção de ondas gravitacionais, fenômeno que foi previsto pelo físico Albert Einstein há exatos cem anos, mas que nunca havia sido confirmado.

“Nós detectamos ondas gravitacionais. Nós conseguimos”, comemorou David Reitze, diretor do projeto, em uma entrevista coletiva, na manhã desta quinta-feira (11), em Washington, nos Estados Unidos.

O que os pesquisadores do projeto Ligo Laser Interferometer Gravitational-Wave Observatory) encontraram especificamente foram “distorções no espaço e no tempo” resultadas de um par de objetos com massas enormes interagindo entre si.

Neste caso específico, os pesquisadores acreditam que o evento observado seja fruto da interação entre dois buracos negros.

Entenda

Quando elaborou sua teoria da Relatividade Geral, Einstein afirmou que a gravidade é uma força de atração que age distorcendo o espaço e o tempo — ou o espaço-tempo, que é uma entidade única. Ou seja, interações gravitacionais muito poderosas e rápidas, explicava, seriam capazes de produzir ondas.

O projeto custou aproximadamente US$ 620 milhões. Ele é resultado de uma iniciativa conjunta do Caltech (Instituto de Tecnologia da Califórnia) e do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts).

A colisão de buracos negros foi registrada pelo projeto em 14 de setembro do ano passado. Cada um dos dois objetos pesava cerca de 30 vezes a massa do Sol, e o fenômeno aconteceu a 1,3 bilhão de anos-luz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.