OMS aponta em relatório que zika chegou a 52 países

O zika vírus já alcançou  52 países e, apenas no atual surto, pelo menos 41 países já foram afetados. Os dados foram apresentados nesta sexta-feira (4) pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Segundo a entidade, países como Laos entraram na lista de locais com transmissão local. Além disso, alertou a OMS,  novas regiões e novos países serão afetados nos próximos meses.

A distribuição geográfica do vírus tem se ampliado desde que foi detectado, pela primeira vez (no atual surto), nas Américas em 2015”, destacou a OMS em seu mais novo boletim sobre a doença.

Só nas Américas, somou a entidade, são 31 países com o vírus apenas contando desde o ano passado. E, para a OMS, a proliferação do vírus vai continuar. “O zika vai provavelmente ser transmitido e detectado em outros países dentro da área geográfica de mosquitos, especialmente o Aedes aegypti”, salientou.

Malformação

Dos 41 países com casos desde 2015, cinco deles já teriam apresentado o fim do surto de zika. Sobre a microcefalia, a OMS aponta que 5,9 mil casos suspeitos foram registrados no Brasil, entre 22 de outubro de 2015 e 27 de fevereiro de 2016, com 139 mortes. Do total, a entidade estima que pesquisas sobre 1,6 mil casos já tenham sido concluídas. Desses, mais de 1 mil foram rejeitados, 641 foram confirmados e 4,2 mil ainda estão sendo analisados.

O relatório da OMS destaca ainda que foi observada uma possível relação entre a síndrome de Guillain-Barré e o zika em oito países ou territórios entre 2015 e 2016: Brasil, Suriname, Venezuela, El Salvador, Colômbia, Martinica, Porto Rico e Panamá.

Estados

Segundo o relatório, até o momento, 22 estados registraram circulação autóctone do zika, incluindo Goiás, Minas Gerais, Distrito Federal, Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.