Número de deslocados em todo o mundo chega a mais de 65 milhões

O número de deslocados vítimas de perseguições em todo o mundo chegou a 65,3 milhões no final de 2015. O número foi divulgado em um relatório da ONU, lançado nesta segunda-feira (20), dia em que é comemorado o Dia Mundial do Refugiado. Desde a 2ª Guerra Mundial, esta é a maior crise humanitária.

De acordo com dados da agência da ONU para refugiados (Acnur), uma em cada 113 pessoas no mundo é refugiada, requerente de asilo ou deslocada interna.

Em 2014, o número aumentou quase 10% em relação ao registrado em 2014, que foi de 59,5 milhões. A estatística é considerada um recorde pela agência da ONU para Refugiados, o Acnur. No total, são 65,3 milhões de pessoas é mais do que a população do Reino Unido, da França ou da Itália.

A maioria dos 65,3, mais de 40 milhões, é de pessoas forçadas a deixarem suas casas e fugirem para outros países.

Mortes no Mediterrâneo

O drama dos mais de 1 milhão de imigrantes que arriscam suas vidas para atravessar o Mar Mediterrâneo em direção à Europa chamou a atenção do mundo todo em 2015. Milhares morreram, incluindo crianças e idosos. Porém, segundo o relatório, a grande maioria dos refugiados está em outros continentes.

Os países que mais hospedam refugiados em todo o mundo são a Turquia, seguida do Paquistão e do Líbano. Já de onde mais saem pessoas são a Síria (4,9 milhões), o Afeganistão (2,7 milhões) e a Somália (1,1 milhão).

Já em número de deslocados, estão à frente a Colômbia (6,9 milhões), a Síria (6,6 milhões) e o Iraque (4,4 milhões).

O relatório informa ainda que país que mais recebeu pedidos de refúgio foi a Alemanha, com 441,9 mil. A situação estaria ligada à sua postura de abertura aos refugiados que chegam à Europa após atravessar o Mar Mediterrâneo.

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *