CPI da Petrobras aprova convocação do ministro da Justiça

A CPI da Petrobras deve convocar o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, para prestar esclarecimento sobre o grampo encontrado na cela do doleiro Alberto Youssef na carceragem da Polícia Federal em Curitiba. A PF nega ter feito a escuta ilegal.

O pedido, de autoria de deputados da oposição, foi incluído em um bloco de requerimentos propostos pelo relator da comissão, Luiz Sérgio (PT-RJ), que afirmou: “Queremos que o ministro, como chefe da Polícia Federal, possa explicar as dúvidas que ficamos sobre o episódio”, disse Luiz Sérgio.

Por se tratar de uma convocação, o ministro será obrigado a comparecer ao colegiado. A data ainda será marcada. Ontem, Cardozo divulgou nota, amenizando a convocação. Para ele, não há problemas em prestar esclarecimentos na CPI.

“Se eu puder colaborar de alguma forma para a elucidação dos fatos, eu o farei. Comparecer ao parlamento é sempre uma honra para mim”, afirmou Cardozo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carla Machado

Carla Machado

Jornalista com experiência em assessoria de imprensa, onde trabalhou na produção de conteúdo interno e externo e no atendimento à imprensa, e em jornal, revista e site, nos quais foi repórter. No dia 22 de maio de 2014, recebeu o prêmio Paulo Octavio de Jornalismo, pela categoria Melhor Série de Reportagem, com a série #Brasíliaquerandar, do Jornal de Brasília.