Petrobras deve cortar custos de até R$1,8 bi por ano

O Conselho de Administração da Petrobras aprovou, em reunião realizada nesta quarta-feira (27), uma nova estrutura organizacional e um novo modelo de gestão da companhia. Para a estatal, as mudanças garantirão maior celeridade e controle. As alteração devem, ainda, significar uma redução de custos de até R$ 1,8 bilhão por ano.

O anúncio foi feito em coletiva de imprensa na manhã desta quinta-feira (28). A companhia salientou ainda o corte de pelo menos 30% do número de funções gerenciais em áreas não operacionais, entre outras mudanças.
Entre as mudanças, estão incluídas a redistribuição de atividades, a fusão de áreas e a revisão do modelo decisório. Um dos objetivos é aumentar mecanismos de controle e conformidade e elevar o desempenho do gerenciamento dos projetos, com menores custos e cumprimento dos prazos.

“É um passo muito importante para a companhia, não só para o presente, mas notadamente para o futuro da companhia”, afirmou o presidente da estatal, Aldemir Bendine. “Chegamos a um modelo que eu julgo que é algo revolucionário para a empresa”.

A companhia Petrobras possui aproximadamente 7,5 mil funções gerenciais aprovadas. Destas, 5,3 mil estão em áreas não operacionais. Segundo o presidente da companhia, Aldemir Bendine, as mudanças já estão valendo com a aprovação do Conselho na véspera, e o segundo passo agora é a designação de executivos que vão tocar o novo projeto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.