Produção industrial fecha 2015 com maior queda da história

A Produção industrial brasileira concluiu o ano de 2015 com queda acumulada de 8,3%, de acordo com índices divulgados nesta terça-feira (2) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O dado aponta que este foi o maior recuo da série, que teve início em 2003.

Em comparação com novembro, a atividade fabril sofreu redução de 0,7% e, com relação a dezembro do ano anterior, de 11,9%.

Em todo o ano, entre os vários setores da indústria analisados pela pesquisa, o de veículos automotores, reboques e carrocerias foi o que apresentou maior queda: 25,9%. A produção de itens eletrônicos e ópticos caiu mais: 30%. No entanto, tem relevância menor que o de veículos.

Também tiveram recuo as indústrias de máquinas e equipamentos (-14,6%), coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (-5,9%), metalurgia (-8,9%) e produtos de metal (-11,4%). Apenas as empresas extrativas aumentaram: 3,9%.

Entre as categorias econômicas, a de bens de capital – máquinas e equipamentos – teve queda de 25,5% e a de bens de consumo duráveis, 18,7%. As áreas de bens de consumo semi e não-duráveis tiveram retração de 6,7% e de bens intermediários, 5,2%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.