Principais noticias dos jornais nacionais de Domingo, 26 de Fevereiro de 2017

Manchete do jornal O Globo: Rio tem recorde de turistas

Manchete do jornal Folha de S.Paulo: Hospitais premiam médicos que pedem mais procedimentos

Manchete do jornal O Estado de S.Paulo: Partidos ignoram Lava Jato e poupam até político preso

 

Temer aposta todas as fichas da gestão no apoio parlamentar, diz a Folha

Os últimos movimentos do presidente Michel Temer evidenciaram a aliados que seu governo deixou em segundo plano a tese de que buscaria quadros “notáveis” para apostar todas as fichas na montagem de uma equipe que tenha como principal função agregar apoio do Congresso à sua gestão.

A explicação para a escolha, segundo aliados, vem da certeza de que Temer precisa apostar no discurso de que deixará “um legado reformista”, bancando medidas que considera imprescindíveis, mas que são difíceis de aprovar, como as reformas trabalhista e da Previdência.

Hoje, aliados e adversários admitem que Temer conseguiu montar uma base invejável, com o apoio certeiro de 60 dos 81 senadores e 300 dos 513 deputados.

http://equilibreanalises.com.br/noticias/2017/02/26/temer-aposta-todas-as-fichas-da-gestao-no-apoio-parlamentar-diz-a-folha/

 

Biografia individual se faz na política, não no Judiciário’ é o título de entrevista de Nelson Jobim no Estadão

O ex-ministro e ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Nelson Jobim afirmou, em entrevista ao Estado, haver “espetacularização” em certas condutas de integrantes da Operação Lava Jato, sem citar nomes. Entre as “arbitrariedades”, ele apontou a condução coercitiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em março de 2016 pela Polícia Federal, e a divulgação de áudios de conversas entre o petista e a presidente cassada Dilma Rousseff. “Você acha isso legítimo?”, questionou.

Segundo Jobim, “tudo isso faz parte daquilo que hoje nós chamaríamos de ação-espetáculo”. Para ele, que foi ministro da Defesa dos governos Lula e Dilma, “o Judiciário não é ambiente para se fazer biografia individual. Biografia se faz em política”.

Jobim é sócio do BTG Pactual, que, até novembro de 2015, era chefiado por André Esteves, que chegou a ser preso sob suspeita de obstruir a Justiça. Ao conceder entrevista ao Estado, o ex-ministro disse que não falaria sobre sua relação com o banco. Sobre a Corte que presidiu, ele considera que hoje desempenha papel de um Poder Moderador.

http://equilibreanalises.com.br/entrevista/2017/02/26/biografia-individual-se-faz-na-politica-nao-no-judiciario-e-o-titulo-de-entrevista-de-nelson-jobim-no-estadao/

 

Cúpulas resistem a democratizar partidos é o título de editorial do Globo

Abaixa qualidade a que chegou a política no país tem causas múltiplas e se expressa também de várias formas. Nas raízes, há a proliferação excessiva de legendas, um incentivo ao toma lá dá cá do fisiologismo, por exemplo. Já entre as demonstrações da cultura de baixo clero que parece ter dominado o Legislativo, em todos os níveis — federal, estadual e municipal—, destacam-se conchavos despudorados na disputa por verbas e poder, apadrinhamentos em nomeações no Executivo com finalidades subalternas, entre outros inúmeros desvios de comportamento.

As articulações que resultaram na escolha de Osmar Serraglio para o Ministério da Justiça foram exemplares — no mau sentido. Por ser o novo ministro deputado paranaense pelo PMDB, bancadas do partido se dividiram. Não por questões de fundo, mas devido a razões paroquiais. Mineiros não gostaram da escolha apenas porque, acham, Minas estaria sub-representado no ministério Temer. E por isso alguns ameaçam votar contra a proposta da reforma da Previdência. Este é o nível.

http://equilibreanalises.com.br/editorial/2017/02/26/cupulas-resistem-a-democratizar-partidos-e-o-titulo-de-editorial-do-globo/

 

Para visualizar todas a noticias dos jornais nacionais, visite a pagina do site Equilibre Analises

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.