Principais noticias dos jornais nacionais de Sabado 25 de Março de 2017

Manchete do jornal O Globo: Recuo na Previdência aumenta distorções

Manchete do jornal Folha de S.Paulo: Por mais verbas, centrais podem apoiar Temer em reformas

Manchete do jornal O Estado de S.Paulo: Trump sofre seu primeiro grande revés no Congresso

Capa da revista Veja: A implosão da carne

Capa da revista Época: Passou o ponto

Capa da revista Istoé: O que está por trás da desastrosa operação Carne Fraca

 

Terceirização ‘mais ‘dura’ pode ser sancionada, diz o Estadão

O presidente Michel Temer vai gastar os 15 dias de que dispõe para sancionar o projeto de lei da terceirização aprovado pela Câmara dos Deputados, na última quarta-feira. Espera que, neste período, o Senado aprove outro texto com regras mais brandas. O governo prefere a proposta do Senado, que oferece mais salvaguardas ao trabalhador.

Se não passar a tempo, porém, Temer sancionará o projeto da Câmara porque considera que ele regulamenta de alguma maneira a terceirização, o que dá segurança jurídica para empregadores e trabalhadores. O setor de terceirização representa hoje 13 milhões de empregados, sem qualquer garantia legal.

http://equilibreanalises.com.br/noticias/2017/03/25/terceirizacao-mais-dura-pode-ser-sancionada-diz-o-estadao

 

Ao TSE, delator cita Lobão e PMDB em esquema de propina de Belo Monte, diz a Folha

Ex-presidente da Odebrecht Infraestrutura, Benedicto Júnior, conhecido como BJ, disse à Justiça Eleitoral que o PMDB recebeu recursos pelas obras da usina de Belo Monte, no Pará.

O ex-executivo afirmou que se recorda de ter sido o senador Edison Lobão (PMDB-MA) a pessoa para quem os valores vinculados à obra deveriam ser destinados. Ele cita também um “deputado ou ex-deputado” do Pará.

BJ prestou depoimento no dia 2 de março, ao ministro Herman Benjamin (TSE), relator do processo de cassação da chapa Dilma Rousseff-Michel Temer, em 2014. A Folha teve acesso à integra do depoimento.

http://equilibreanalises.com.br/noticias/2017/03/25/ao-tse-delator-cita-lobao-e-pmdb-em-esquema-de-propina-de-belo-monte-diz-a-folha

 

Imposto: alta pode chegar a R$ 15 bi é chamada na capa do Globo

O governo calcula arrecadar mais R$ 15 bi por ano com aumento de impostos e R$ 7 bi com mudança na contabilização de precatórios. Com essas novas receitas, o corte no Orçamento de 2017 poderá ficar em cerca de R$ 30 bi. O rombo nas contas está hoje previsto em R$ 58,2 bi. Cálculos feitos por integrantes da equipe econômica indicam que o contingenciamento do Orçamento de 2017, que será anunciado na semana que vem, poderia ficar próximo de R$ 30 bilhões. Os ministérios da Fazenda e do Planejamento já enviaram ao presidente Michel Temer uma lista de medidas que aumentariam as receitas para minimizar o rombo nas contas, que hoje está previsto em R$ 58,2 bilhões.

Segundo os técnicos, foram feitas simulações com o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) sobre câmbio, com o PIS/ Cofins sobre combustíveis e com a reversão do programa de desoneração da folha de pagamento das empresas. Juntas, essas medidas trariam uma receita adicional de R$ 15 bilhões, sendo R$ 1 bilhão do IOF, R$ 6 bilhões do PIS/Cofins e R$ 8 bilhões com as mudanças na desoneração. A área econômica quer, ainda, mudar a contabilização de precatórios, o que renderia mais R$ 7 bilhões.

http://equilibreanalises.com.br/manchete/2017/03/25/imposto-alta-pode-chegar-a-r-15-bi-e-chamada-na-capa-do-globo

 

Para visualizar todas a noticias dos jornais nacionais, visite a pagina do site Equilibre Analises

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *