Principais noticias dos jornais nacionais de Quarta-feira 7 de Junho de 2017

Manchete do jornal O Globo: Temer à espera

Manchete do jornal Folha de S.Paulo: TSE decidirá se delações valem para cassar Temer

Manchete do jornal O Estado de S.Paulo: Governo vence e reforma trabalhista avança no Senado

Manchete do jornal Valor Econômico: TSE inicia julgamento e base aliada mira votos na Câmara

 

Jucá abre frente contra PGR e STF no Senado, diz o Globo

Com quatro senadores investigados na Operação Lavajato entre seus integrantes, o Conselho de Ética da Casa teve ontem sua primeira reunião do ano, na qual o líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), abriu uma batalha contra a Procuradoria-Geral da República (PGR) e o Supremo Tribunal Federal (STF).

Titular do Conselho e investigado na Lava-Jato, Jucá apresentou dois requerimentos ao presidente recém-eleito, João Alberto (PMDB-MA). O primeiro pede que sejam definidas as atribuições do Conselho e quais são as da PGR e STF no caso de denúncias e investigação de senadores. Um dos pontos em debate seria a quem cabe a decretação do afastamento do mandato, como aconteceu com o senador Aécio Neves (PSDBMG), cuja acusação de quebra de decoro deve ser o primeiro caso a ser deliberado no órgão.

http://equilibreanalises.com.br/noticias/2017/06/07/juca-abre-frente-contra-pgr-e-stf-no-senado-diz-o-globo

 

Base articula “parlamentarismo branco”, diz o Valor

Independentemente do resultado do julgamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), as lideranças dos principais partidos aliados do governo já articulam uma saída para preservar as reformas e manter o presidente Michel Temer no Palácio do Planalto, como uma espécie de rainha da Inglaterra: o parlamentarismo branco. Por essa fórmula, o ministro Henrique Meirelles exerceria quase que as funções de um primeiro-ministro, enquanto os principais partidos da base cuidariam do Congresso.

Temer seria um presidente decorativo, pois, para se chegar a esse ponto, o presidente terá de negociar com a Câmara a sua permanência no cargo. O roteiro traçado pelos líderes e dirigentes partidários prevê que o TSE, ao final do julgamento, mandará arquivar ou vai protelar a decisão sobre a cassação da chapa Dilma-Temer. Seja qual for o resultado do TSE, aliás, uma das partes deve recorrer. A verdadeira batalha, portanto, vai ocorrer no plenário da Câmara, onde será votada a autorização para Temer ser ou não julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

http://equilibreanalises.com.br/noticias/2017/06/07/base-articula-parlamentarismo-branco-diz-o-valor

 

Reforma trabalhista avança no Senado com placar apertado para o governo, diz o Estadão

O governo respirou aliviado, nesta terça-feira, 6, ao conseguir avançar com a reforma trabalhista no Senado. Foram oito horas de sessão, que terminaram com um placar favorável mas apertado para o governo, de 14 votos contra 11. Com o resultado, o Palácio do Planalto reafirmou a previsão de que o projeto seja levado para votação no plenário na penúltima semana de junho.

O documento aprovado de 74 páginas recomenda a estratégia de avançar com o texto no Senado sem alterar o projeto aprovado na Câmara – o que exigiria aprovação dos deputados e atrasaria a tramitação. Para incluir as alterações sugeridas pelos senadores, o parecer sugere ajustes com veto presidencial e edição de eventuais medidas provisórias.

http://equilibreanalises.com.br/noticias/reforma-trabalhista/2017/06/07/reforma-trabalhista-avanc%CC%A7a-no-senado-com-placar-apertado-para-o-governo-diz-o-estadao

 

Comissão aprova texto da reforma trabalhista e projeto avança no Senado é a manchete do caderno de economia da Folha

A CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) do Senado aprovou nesta terça-feira (6) o texto-base da reforma trabalhista com 14 votos a favor e 11 contrários, sem alterações. Agora, o colegiado analisa os destaques, que são as propostas de alteração na proposta. Este foi o primeiro avanço do projeto na Casa, que ainda precisa passar pelo crivo de duas outras comissões e do plenário.

O andamento da proposta de alterações nas leis trabalhistas é uma vitória para o governo. Em meio à crise política e ao julgamento no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que pode cassar o mandato de Michel Temer, o Palácio do Planalto quer dar a impressão de força e “normalidade” por meio da agenda de reformas.

http://equilibreanalises.com.br/noticias/2017/06/07/comissao-aprova-texto-da-reforma-trabalhista-e-projeto-avanca-no-senado-e-a-manchete-do-caderno-de-economia-da-folha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.