Coleções Cruise 2016: marcas apostam em locais inusitados para apresentar desfile; por Marcela Souza

A primavera chega no hemisfério Norte. Com ela, chegam também os desfiles das coleções denominadas Resort ou Cruise. Esses termos foram escolhidos para dar origem a uma “pre-coleção” ,criada por alguns designers originalmente, para clientes jet-set que viajavam para resorts ou em navios cruzeiros para aproveitar férias e o início de temperaturas mais elevadas. São desfiladas, geralmente, entre os meses de maio e julho e consideradas precursoras das tradicionais semanas de moda. Isso traduz cada vez mais a efemeridade da moda e o anseio pelo novo. Principalmente no que diz respeito a locação.

Karl Lagerfeld, por exemplo, foi para o oriente. Dessa vez, utilizou para o Desfile da Chanel, o Zaha Hadid’s Dongdaemun Design Plaza, futurístico prédio em Seul, na Coréia do Sul. Com a primeira fila repleta de celebridades, mostrou uma coleção multicolorida e vibrante com uma silhoueta vanguardista, mas sempre com presenças icônicas da marca, como o tweed. Segundo a marca, essa foi uma reinterpretação da sofisticação asiática criada por Karl que se inspirou nas referências típicas da cultura coreana.

Raf Simons exibirá as novidades da Dior na residência de verão de Pierre Cardin, na Riviera Francesa. Já a Louis Vuitton escolheu a California e reservou mais de 800 quartos em Palm Springs, no instituto Bob and Dolore’s Hope, projetado pelo arquiteto americano John Lautner. Dessa forma, Celebridades, jornalistas de todo o mundo e seus clientes apreciaram a nova coleção de Nicolas Ghesquière.

A italiana Gucci, planeja colocar sua coleção nas passarelas de Nova Iorque em breve. Será a primeira resort collection feita pelo novo diretor criativo Alessandro Michele. O país escolhido pela Max Mara foi Londres, onde lançará simultaneamente uma expansão de sua boutique na renomada Bond Street.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *