Britânica não pode ter contato com tecnologia

Você já ouviu falar de alergia à tecnologia? Pois ela existe. A britânica Jackie Lindsey, de 50 anos, é exemplo disso. Ela afirma sofrer desde os oito anos de idade de uma doença que pode matá-la caso ela tenha contato com celulares e redes de wi-fi. O distúrbio é conhecido como hipersensibilidade eletromagnética (EHS).

Para evitar maiores danos, Jackie evita qualquer tipo de eletrônico em sua casa, em Dorset (Reino Unido), e raramente sai às ruas. Ela também carrega um detector de campo eletromagnético para se sentir mais segura. “Sei que é difícil que me levem a sério. A maioria das pessoas acha que enlouqueci, e isso me ofende profundamente. Por que eu ia querer perder tudo que faz alguém se sentir humano? Não posso viajar de férias, meu Natal é sempre triste, não posso me juntar a ninguém, mas infelizmente tem de ser desse jeito”, desabafou a mulher

De acordo com dados de uma pesquisa realizada no Reino Unido, 4% da população sofre com esse tipo de doença. Além disso, esse número pode subir devido ao aumento de uso tecnológico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carla Machado

Carla Machado

Jornalista com experiência em assessoria de imprensa, onde trabalhou na produção de conteúdo interno e externo e no atendimento à imprensa, e em jornal, revista e site, nos quais foi repórter. No dia 22 de maio de 2014, recebeu o prêmio Paulo Octavio de Jornalismo, pela categoria Melhor Série de Reportagem, com a série #Brasíliaquerandar, do Jornal de Brasília.