Cientistas descobrem antiga espécie humana na África do Sul

Um possível ancestral humano, desconhecido até agora, foi descoberto na África do Sul. Os fósseis foram encontrados em uma caverna em Maropeng, perto de Johannesburgo. O local, de difícil acesso, fica próximo a jazida arqueológica, batizada de Berço da Humanidade, inscrita na lista de patrimônio mundial pela Unesco. A nova espécie encontrada foi classificada de “homo naledi”, a mais próxima do homem atual.

“Apresento uma nova espécie do gênero humano”, comemorou o pesquisador Lee Berger, da Universidade de Witwatersrand, em Joanesburgo, em coletiva de imprensa. Em 2013 e 2015, cientistas exumaram mais de 1,5 mil ossos pertencentes a pelo menos 15 indivíduos chamados “hominídeos”, incluindo crianças, jovens e adultos.

Para o professor do Museu de Londres, Chris Stringer, a descoberta é extraordinária. “Alguns aspectos do homo naledi, como as mãos, os pulsos e pés, são muito próximos do homem moderno. Ao mesmo tempo, o pequeno cérebro e a forma da parte superior do corpo estão mais próximos de um grupo pré-humano denominado australopiteco”, explicou.

Para cientistas, os fósseis poderão fornecer informações acerca da transição, há mais de 2 milhões de anos, do australopiteco primitivo para o primata do gênero humano: o antepassado direto do homem contemporâneo.

Pesquisas continuarão

“A mistura de características do homo naledi destaca mais uma vez a complexidade da árvore genealógica humana e a necessidade de realizar pesquisas mais exaustivas para compreender a história e as origens de nossas espécies”, salientou Chris Stringer.

Para os pesquisadores, é intrigante também o local em que a ossada foi encontrada, numa caverna já conhecida e de difícil acesso. O túnel para chegar à área é tão apertado que apenas os cientistas de menor altura conseguiram passar. O lugar, destaca o comunicado, “sempre esteve isolado dos outros e nunca esteve em contato com a superfície”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carla Machado

Carla Machado

Jornalista com experiência em assessoria de imprensa, onde trabalhou na produção de conteúdo interno e externo e no atendimento à imprensa, e em jornal, revista e site, nos quais foi repórter. No dia 22 de maio de 2014, recebeu o prêmio Paulo Octavio de Jornalismo, pela categoria Melhor Série de Reportagem, com a série #Brasíliaquerandar, do Jornal de Brasília.