Depois da rasteira de cinegrafista, sírio começa nova vida na Espanha

O sírio que foi derrubado com seu filho no colo por uma cinegrafista húngara está, finalmente, recomeçando sua vida. Agora, na Espanha. Osama Abdul Mohsen foi contratado por uma escola de técnicos de futebol em um subúrbio de Madri. Ele vai morar com os dois filhos: Zaid, de sete anos, e Mohamed, de 18, que fez a travessia por barco até a Itália e com quem ele se encontrou em Munique, na Alemanha, após as cenas que chocaram o mundo.

“Minha sensação foi de surpresa. E, depois, de dor, quando eu vi o medo e o pânico no rosto de meu filho. Zaid chorou por duas horas”, contou o sírio ao jornal espanhol El Mundo, lembrando da agressão sofrida pela cinegrafista. Ele disse que foi, posteriormente, ameaçado de prisão por autoridades húngaras.

“Quando assistimos ao que aconteceu em um jornal espanhol, vimos que Osama era um técnico de futebol na Síria. Com ajuda do repórter (do jornal El Mundo), entramos em contato com Osama para oferecer a ele uma nova vida na Espanha. O prefeito da cidade ofereceu a acomodação e todo o possível para esse recomeço”, disse à BBC um representante da escola de técnicos de futebol que contratou Osama, David Morano.

“Ele trabalhava para a primeira divisão na Síria. O nível pode não ser equivalente ao da Espanha, e ele terá que trabalhar duro, aprender espanhol”, complementou.

Família

A esposa de Mohsen ficou na Turquia com outros dois filhos em um campo de refugiados. O diretor da escola, Miguel Galan, afirmou, contudo, que fará o possível para que o resto da família possa se juntar a eles em Madri. A Espanha se ofereceu receber 17 mil imigrantes da Guerra na Síria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.