ONU diz que medidas vão retardar aumento da temperatura

Os planos de cerca de 150 países para reduzir as emissões de gases do efeito estufa vão desacelerar as mudanças climáticas neste século. No entanto, o aumento da temperatura será um pouco acima da meta da Organização das Nações Unidas (ONU) e ficará em 2,7 graus. O objetivo era de 2 graus Celsius.

Os planos poderiam restringir o aumento das emissões mundiais, estimadas em 49 bilhões de toneladas de dióxido de carbono por ano em 2010, para o equivalente a 56,7 bilhões de toneladas por ano até 2030.

Se implantadas, as estratégias das nações lideradas pela China e os Estados Unidos “começarão a fazer um corte significativo no crescimento das emissões de gases do efeito estufa”, afirmou a chefe do Secretariado de Mudança Climática da ONU, Christiana Figueres.

Os planos, chamados de Contribuições Nacionalmente Determinadas (INDCs, na sigla em inglês), serão os blocos de construção para um acordo da ONU, que deverá ser assinado em um encontro em Paris, na França.

Segundo Christiana, as INDCs “têm a capacidade de limitar o aumento da temperatura previsão para cerca de 2,7 graus Celsius até 2100, uma redução de modo algum suficiente, mas muito menor do que os cerca de 4, 5 graus ou mais de aquecimento projetados por muitos antes da apresentação das INDCs”.

Aproximadamente 200 governos concordaram em 2010 em limitar o aquecimento a 2 graus Celsius acima da era pré-industrial.

O relatório divulgado nesta sexta-feira (30) é a tentativa mais séria de diminuir o impacto da INDCs em retardar o aquecimento global provocado pelo homem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.