Brasil perde pontos no ranking de países mais democráticos do mundo

O Brasil caiu de posição no ranking de países mais democráticos do mundo da Economist Intelligence Unit. Ele deixou a 44ª para 51ª posição. A pesquisa foi feita pelo “The Economist”.

Segundo o levantamento, o país é considerado uma “Democracia com Falhas”. A democracia do Brasil tirou nota 6,96. O país é bem avaliado em termos de processo eleitoral e pluralismo (9,58), mas tem a nota foi pequena (4,44) em participação política.

Esta foi a primeira vez desde o primeiro relatório sobre a democracia global, em 2006, em que o país ganha uma nota abaixo de 7. A nota do Brasil em 2015 é muito mais baixa de que a nota recebida pelo país um ano antes. Em 2014, o Brasil havia recebido nota 7,38.

O problema do país, e de toda a América Latina, de acordo com o relatório, é a incapacidade de igualar “avanços extraordinários na democracia eleitoral” à melhorias na efetividade da política e na cultura política.

O caso mais relevante de 2015, de longe, é o do Brasil, onde a presidente Dilma Rousseff enfrenta a ameaça de impeachment”, aponta o estudo.

Outro ponto que afeta a democracia brasileira, na avaliação dos analistas internacionais, é a crise econômica. Países da América Latina no passado toleraram níveis mais baixos de democracia em troca de progresso econômico, o que resulta em uma a democracia mais frágil.

O relatório de 2015 sobre democracia global foi intitulado “Democracia em uma era de ansiedade”, refletindo “o ano em que a democracia foi testada por guerras, terrorismo, migração em massa e outras crises”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.