Armani anuncia fim de uso de peles animais

A Armani, que detém várias marcas de moda de luxo, informou, nesta terça-feira (22), que todas as suas empresas e marcas deixarão de usar peles de animais.

O estilista Giorgio Armani fez fortuna criando e comercializando roupas e acessórios de moda de luxo. No entanto, aos 81 anos, depois de ter sido criticado durante décadas por usar peles de animais nas suas coleções, o italiano parece ter se arrependido.

A Armani salientou que o uso de peles de animais é realmente uma prática cruel e desnecessária, especialmente diante do avanço tecnológico, que oferece infinitas possibilidades aos designers de moda.

É com muito prazer que anúncio que o Grupo Armani estabeleceu um firme compromisso de abolir o uso de pele animal nas suas coleções”, diz a nota.

O progresso tecnológico dos últimos anos nos permite ter uma série de alternativas à nossa disposição, que tornam as práticas cruéis contra animais desnecessárias. A minha empresa está agora dando um grande passo em frente, que reflete a nossa crescente atenção aos problemas críticos para proteger e cuidar do meio ambiente e dos animais,” destacou Giorgio Armani na mesma comunicação da marca.

As mudanças nas empresas do Grupo Armani já estão agendadas para a próxima coleção outono-inverno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.