Prévia da inflação para outubro é a maior dos últimos 13 anos

Os já conhecidos aumentos dos preços da gasolina, do botijão de gás e das refeições, além de pesarem no bolso dos brasileiros, puxaram a alta da prévia da inflação oficial, que avançou 0,39% em setembro para 0,66% em outubro. Esse é o maior índice registrado nos últimos 13 anos.

A última alta ocorreu em 2002, quando o IPCA-15 atingiu 0,90%. As informações foram divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta esta quarta-feira (21). No ano, a prévia da inflação oficial registra alta de 8,49%.

Dados do órgão revelam que esse é o maior resultado do período de janeiro a outubro desde 2003, que registrou percentual de 9,17%. Em um ano, o IPCA-15 alcançou a marca de 9,77%, bem acima dos 6,5% previsto como teto da meta de inflação do Banco Central.

Segundo especialistas, alta nos gastos de itens relativos a habitação (de 0,68% para 1,15%), a transportes (de 0,78% para 0,80%) e a alimentação e bebidas (de -0,06% para 0,62%) foram cruciais para a elevação do índice.

O destaque, indica o IBGE, ficou para o botijão de gás, que sofreu elevação de 10,22% em outubro. A gasolina veio logo atrás, com aumento de 1,70%, em razão do reajuste de 6% nas refinarias. Já na alimentação, os produtos consumidos em casa subiram 0,39% e os fora de casa, 1,06%.

De setembro para outubro, o que mais pesou para que a inflação avançasse foi o aumento de preços dos grupos de gastos relativos a habitação (de 0,68% para 1,15%), a transportes (de 0,78% para 0,80%) e a alimentação e bebidas (de -0,06% para 0,62%).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.