Contra Dilma, caminhoneiros prometem parar o país

Parte dos caminhoneiros do Brasil deve iniciar uma greve nacional. No final de semana, a categoria já tinha feito, manifestações em cidades do Paraná, um dos Estados onde é esperada a maior adesão. Boa parte da movimentação está sendo organizada por meio de aplicativos de celular e pelas redes sociais.

Um dos líderes da categoria e um dos organizadores da paralisação, Ivar Schmidt explica que a luta é pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff. Ele está à frente do “Comando Nacional do Transporte” e assegura que os caminhoneiros, agora, só irão negociar “com o próximo governante”.

A greve ganhou o apoio do Movimento Brasil Livre e do Vem pra Rua. A expectativa dos caminhoneiros é atingir pelo menos 70% do país inicialmente.

Durante a paralisação, os grevistas vão reforçar os pedidos de benefícios inseridos em uma pauta já em negociação com o governo. Entre eles, a isenção de pedágio sobre eixos suspensos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.