No Congresso, ajuste fiscal continua parado e deixa futuro incerto para 2016

Com apenas seis semanas para o recesso no Congresso, o governo ainda não conseguiu a aprovação de boa parte das medidas que anunciou no segundo semestre para reverter o déficit nas contas públicas. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

O atraso nas votações agrava as incertezas para o ano que vem, que já preocupa com a perspectiva de retração da economia.

A principal iniciativa proposta pela equipe econômica, a recriação da CPMF, está com a tramitação parada e sem chance de ser aprovada até 22 de dezembro, quando o Congresso entra em recesso.

A PEC (proposta de emenda constitucional) ainda não tem relator na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, responsável pela avaliação dos projetos que chegam à Casa.

A proposta, que foi altamente criticada, deve gerar uma arrecadação extra de R$ 32 bilhões aos cofres públicos, ainda terá de passar por uma comissão especial na Câmara, pela CCJ do Senado e por votações em dois turnos nos plenários das Casas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.