Relator do caso contra Cunha na Câmara diz ter sido ameaçado

Em uma reunião fechada no início da tarde desta quinta-feira (19), Fausto Pinato (PRB-SP), relator do processo contra Cunha na Câmara, contou a um grupo de nove deputados que sofreu ameaças de morte na semana passada e que pediu proteção policial ao governo do estado de São Paulo.

Segundo integrantes da reunião, Pinato teria dito que, na quinta-feira anterior, ao retornar de Brasília para São Paulo, seu motorista, que o aguardava no aeroporto da capital paulista, contou ter sido abordado por um homem que bateu no vidro do carro e lançou a ameaça.

“Diga para seu chefe que, se ele for inteligente, ele pode se dar muito bem. Ele não devia mexer com essa coisa de Conselho de Ética, tem uma família tão bonita e deveria preservá-la”, teria ameaçado o homem.

Diante do relato, o presidente do Conselho, José Carlos Araújo (PSD-BA), afirmou que pediria à Polícia Federal proteção para Pinato. Na reunião, o relator também afirmou estar recebendo “recados” de diversos lados, inclusive de empresários. Ele estaria sendo questionado sobre o que pretende fazer no conselho e orientado a “pensar bem” no que vai decidir em relação ao parecer que decide a permanência ou não de Cunha na chefia da Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.