Novo valor do salário mínimo altera outros benefícios

O reajuste do salário mínimo, que saltará de R$ 788 para R$ 880 a partir de 1o de janeiro,também aumenta o valor de vários benefícios. Por isso, vale ficar atento às mudanças:

Seguro-desemprego
O reajuste do salário mínimo também altera o valor do seguro-desemprego – cuja parcela mínima passa de R$ 788 para R$ 880. O benefício foi criado em 1990 e é concedido ao trabalhador desempregado sem justa causa.

Abono salarial
O benefício tem o mesmo valor um salário mínimo. Portanto, fica de acordo com o vigente, de R$880.
O abono é pago aos trabalhadores que recebem até dois salários mínimos todo o ano. Hoje, o valor é pago a quem tenha exercido atividade remunerada por, no mínimo, 30 dias consecutivos e esteja cadastrado no PIS (empregado da iniciativa privada) ou Pasep (servidor público) por pelo menos 5 anos.

Contribuições ao INSS
Para as empregadas domésticas que recebem salário mínimo e que recolhem 8%, o valor passa de R$ 63,04 para R$ 70,40. A parte do patrão, que também contribui com 8% do salário, salta, portanto, para R$ 70,40.

Seguro-defeso
O seguro-defeso é um benefício de no valor de um salário mínimo pago para os pescadores que exercem atividade exclusiva e de forma artesanal. Ou seja, eles passam a receber, agora, R$ 880.

Ações nos juizados
O reajuste do mínimo ainda altera ainda o teto permitido para se ajuizar uma ação. No Juizado Especial Federal, por exemplo, pode entrar com ação, sem advogado, quem tem valor a receber de até 60 salários mínimos.

No Cível, a quantia das ações também é calculada com base no mínimo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.