Pela 5ª vez, Conselho de Ética adia decisão sobre Eduardo Cunha

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados adiou pela 5ª vez, nesta terça-feira (8), a votação do parecer do relator Fausto Pinato (PRB-SP) a favor das investigações contra o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

A impossibilidade de continuar a votação foi anunciada pelo presidente do conselho, José Carlos Araújo (PSD-BA), que marcou nova reunião da comissão para esta quarta-feira (9).

Os deputados não conseguiram realizar a votação por conta do tempo tomado pela fase de debates sobre o parecer. Havia 14 deputados inscritos.

Os mais lentos foram os aliados de Cunha, que apresentaram uma série de questões de ordem questionando o andamento da sessão.

“Não existe nenhum fundamento na representação e nem no voto proposto pelo ilustre relator para que nós tenhamos a aceitação de que algo seja admitido e que o processo tenha continuidade”, ponderou na sessão o advogado do peemedebista, Marcelo Nobre.

Nesta fase do processo, o conselho aponta apenas se há elementos para a continuidade do processo.

Protestos

Próximo ao momento em que o presidente do conselho anunciou o encerramento da sessão, manifestantes com cartazes entraram na sala da reunião gritando “Fora, Cunha”. Eles carregavam cartazes com os dizeres: “Mais sujo que pau de galinheiro”, com a foto do presidente da Casa estampada ao lado.

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.