Presidente Dilma pede que mulheres denunciem agressões físicas

A presidente Dilma Rousseff utilizou o Twitter para encorajar as mulheres vítimas de violência a denunciarem as agressões, assédios e estupros. Na rede social, ela afirmou que a sociedade brasileira “precisa avançar e acabar de vez com a cultura da violência”.

Não aceite e não compactue! Denuncie”, escreveu Dilma, ao anunciar o serviço do número 180. A presidente repercutiu a notícia de que, durante a prova do Exame Nacional do Ensino Médio, cujo tema em 2015 foi a violência contra a mulher, aproximadamente 55 mulheres denunciaram atos de violência das quais foram vítimas.

Muitas redações preocuparam os avaliadores com depoimentos de pessoas que foram assediadas, estupradas ou testemunharam violência. Em muitos destes casos a violência está bem próxima. A redação foi momento de reflexão não só para os participantes, mas para toda a sociedade. O aumento da conscientização sobre a violência contra a mulher ajuda a combater a violência”, salientou Dilma.

Segundo o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, a pasta acionou o Ministério Público Federal e a Secretaria de Políticas para as Mulheres. Na avaliação do órgão, a única pessoa que pode procurar ajuda ou mesmo divulgar a redação é a própria mulher.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.