STF dá prazo para defesa de Eduardo Cunha

O ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), enviou a notificação do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, para que faça sua defesa do pedido de afastamento do cargo e do mandato parlamentar. As ações foram feitas pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Agora, Cunha terá dez dias para prestar esclarecimentos oficialmente à corte. 


O parlamentar deve ser intimado a partir desta quinta-feira (7), quando os oficiais de justiça do STF voltam a trabalhar. Contudo, o prazo para a defesa só começará a ser contado a partir de 1º de fevereiro, quando se encerra o recesso do tribunal. Diante do cenário, o prazo para a defesa deve terminar apenas no dia 12, porque, no Carnaval, os prazos judiciais são suspensos.

Após a manifestação de Cunha no plenário do tribunal, a expectativa é que o julgamento ocorra entre o fim de fevereiro e o início de março.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.