José Eduardo Cardozo fala, na Alemanha, sobre cenário político brasileiro

A convite da Associação dos Advogados Germano-Brasileiros, o advogado e ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, participará de evento, na cidade de Ibbenbüren, na Alemanha, para apresentar um relatório sobre a atual situação política do Brasil. O encontro será realizado nesta quarta-feira (16), às 19h, na Câmara Municipal da comunidade protestante Christ Church.

O evento faz parte de uma série de debates promovidos pela associação Akpb (Aktionskreis Pater Beda – Amigos do Padre Beda) e pelo grupo de ação Teresina St. Ludwing. A ideia, explicam os organizadores, é que o ex-ministro da Justiça atualize os participantes do debate sobre o cenário político do Brasil após a posse do novo presidente, Jair Messias Bolsonaro.

Quem é José Eduardo Cardozo

Quem é José Eduardo Cardozo
José Eduardo Cardozo

Paulista, José Eduardo Cardozo é formado em Direito (Wikipedia) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Na mesma universidade, concluiu ainda o mestrado e o doutorado: o último título, inclusive, sob orientação do professor Celso Antônio Bandeira de Mello.

Em 2010, foi nomeado ministro da Justiça pela então presidente do Brasil, Dilma Rousseff. Em 2016, esteve à frente da Advocacia-Geral da União (AGU), defendendo a então presidente do impeachment, consolidado em 31 de agosto de 2016 pelo Congresso Nacional brasileiro.

Além de advogar, desde 1982 José Eduardo Martins Cardozo é professor e palestrante. Hoje, ele leciona na PUC-SP, na pós-graduação do Centro Universitário de Brasília (UniCEUB) e na Escola Paulista de Direito. Também deu aulas no curso preparatório para ingresso nas carreiras do Ministério Público. É ainda autor de livros como

A Máfia das Propinas – Investigando a Corrupção em São Paulo“, lançado em 2000, que denunciou o esquema de desvio de verba que dominava a capital paulista desde 1993.

Para Cardozo, tratar do atual cenário político brasileiro fora do Brasil é de extrema importância, pois, segundo ele, após as eleições de 2018, consolidou-se uma clara ameaça ao Estado Democrático de Direito.

“Depois que o ex-presidente Lula da Silva foi preso por alegações de corrupção que não foram comprovadas, parece haver uma mudança drástica na visão da direita no país”, disse ainda o ex-ministro da Justiça. E completa: “a elite brasileira não quer ver a ascensão dos pobres e isso é preocupante”.

Outras noticias sobre José Eduardo Cardozo

José Eduardo Cardozo e outros advogados assinam manifesto contra prisão de Temer

José Eduardo Cardozo explica a alunos que autores divergem em conceito de ato administrativo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.