Jair Francisco Pó, diretor-presidente da Duosystem, explica funcionamento do aplicativo Remédio Agora

Lançado em São Paulo, ferramenta, diz Jair Francisco Pó, informa pacientes sobre disponibilidade de medicamentos e data de retirada

A Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo (Prodesp), desenvolveu, em setembro deste ano, em parceria com a empresa Duosystem, o aplicativo “Remédio Agora”, da Secretaria Estadual da Saúde. Por meio dele, é possível que pacientes agendem data e horário para retirar medicamentos de alto custo. “A ideia do aplicativo é informar a pacientes e seus familiares, previamente, por meio de notificação, sobre a disponibilidade do medicamento, onde está e em que horário pode ser retirado”, explica o diretor-presidente da Duosystem, Jair Francisco Pó.

O projeto piloto está em andamento desde o mês de agosto na unidade instalada no Ambulatório Médico de Especialidades (AME), Maria Zélia, no bairro Belenzinho, zona leste de São Paulo. Mensalmente, a unidade é responsável por 80 mil atendimentos. Desde o início do programa, segundo a pasta de Saúde de SP, 2.087 adesões e 2.278 agendamentos no local.

O aplicativo “Remédio Agora” também permite o acesso à unidade em que o paciente retira seus medicamentos. Por meio dele, é possível agendar a renovação do pedido para conseguir, novamente, o remédio. Assim, o usuário poderá cadastrar a data de retorno à farmácia e apresentar documentos pessoais, exames e receita atualizada para a nova solicitação.

Jair Francisco Pó : Diminuir o tempo médio de espera

Além disso, diz Jair Francisco Pó, com a nova ferramenta, o objetivo é que o tempo médio de espera nas unidades para atendimento seja de aproximadamente 15 minutos.

Gradativamente, a iniciativa será estendida para outras 37 farmácias de São Paulo.

Como funciona o “Remédio Agora”

O aplicativo está disponível na Google Play para instalação em smartphones com sistema Android. Em breve, será possível fazer o download na App Store, para quem utiliza iOS. Para utilizá-lo, é necessário estar conectado à internet.

Depois de instalar o aplicativo, o cidadão deve cadastrar dados pessoais, como número do cartão SUS, data de nascimento e e-mail (não é obrigatório). É preciso que o paciente já tenha feito uma primeira retirada na farmácia, pois o cadastro também requer o código do Recibo de Dispensação do Medicamento (número localizado no canto inferior direito do documento entregue na unidade). É necessário ainda criar uma senha, que é sigilosa e deverá ser guardada para futuros acessos.

O app consulta a data do último comparecimento. O agendamento deve ser feito em data no intervalo de 30 dias para retorno, com uma margem de até três dias antes e três dias depois. Dessa maneira, o paciente consegue manter a regularidade do tratamento.

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *