Arquimedes Borges : a voz do Noroeste mineiro

Arquimedes Borges, aos 71 anos, decidiu dar um novo sentido à política: levar à população a conscientização sobre o poder do voto. O empresário e economista lançou o movimento “Encontros com o Noroeste”, cuja proposta é convidar os eleitores de 2022 para uma roda de conversa sobre os problemas e possíveis soluções para o Noroeste de Minas Gerais. 

Arquimedes Borges : “Precisamos eleger os nossos deputados, que vivem e moram aqui”

“Você se lembra quando, há três anos, alguns candidatos a deputado vieram prometer a você que iriam construir hospitais, criar escolas de qualidade, melhorar a indústria e muitas outras coisas?”, pergunta Arquimedes em material distribuído à população. E continua: “precisamos eleger os nossos deputados, que vivem e moram aqui”.

E essa é a ideia central do movimento “Encontros com o Noroeste”: eleger, no Noroeste de Minas, pessoas que conheçam de perto a realidade da região. 

Arquimedes Borges - Precisamos eleger os nossos deputados, que vivem e mora aqui
Precisamos eleger os nossos deputados, que vivem e moram aqui

“Quero unir pessoas para, juntos, conseguirmos construir um Noroeste mais forte”, afirma Arquimedes Borges, que foi eleito, por duas vezes, prefeito de Paracatu, uma das principais cidades do Noroeste mineiro. “Nosso objetivo é fazer, ao longo de determinado período, reuniões com moradores e líderes comunitários das cidades do Noroeste. A partir disso, vamos levantar informações sobre problemas antigos e, ao mesmo tempo, conscientizar: por que tal problema ainda existe?”, explica. 

Quem é Arquimedes Borges ?

Arquimedes Borges é responsável, em grande parte, pela transformação do Noroeste em uma região forte na produção de grãos : quando presidiu a Cooperativa Agro Pecuária do Vale do Paracatu (Coopervap), durante 11 anos, deu aval para a compra de terrenos que abrigam hoje a usina de laticínios, a fábrica de ração, a armazenagem de grãos e até o Parque de Exposições. 

Por isso, avalia o economista, “é preciso dar continuidade a esses e outros investimentos feitos na região e, sobretudo, devolver à população em forma de serviços que funcionem de verdade”.

Arquimedes Borges de Oliveira salienta ainda: “precisamos de hospitais, de escolas públicas, de industrialização, de uso sustentável das águas, de legalização de terras e uma série de coisas que precisam estar no consciente coletivo da população noroestina”. 

Arquimedes Borges assegura que, conscientes do poder dos seus votos, os eleitores da região podem promover a mudança.

“O que ocorre hoje é essa falta de trocas pelo coletivo. Se eu sei que a minha decisão aqui vai impactar positivamente a minha vida e, também, a do meu vizinho a coisa muda de figura. Porque, infelizmente, ainda temos uma cultura de colonialismo nas eleições. E o votante precisa saber que a força é ele. É dele. E não o contrário”, afirma.

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.