O Palácio de Versalhes deve virar hotel

Você quer ter uma noite de rei? Agora, o sonho pode se tornar realidade. A administração do castelo de Versalhes, residência dos reis da França nos séculos XVII e XVIII, teria lançado uma licitação para construir um hotel em três edifícios do local: o Grande controle, o Pequeno controle, e o Pavilhão dos primeiros cem degraus, revela o Journal du Dimanche.

O ganhador do certame, no entanto, não vai poder economizar nos investimentos. A primeira obra, o conserto dos telhados e paredes, deve custar nada menos do que 4 a 7 milhões. Os candidatos terão até o dia 14 de setembro para se candidatar.

Segundo o jornal, a Accorhotels, líder europeia da indústria hoteleira, estaria interessado.

Projeto idêntico foi abortado em 2010

Um projeto de “hotel boutique” com 23 quartos já havia sido anunciado em 2010. Uma concessão de 30 anos chegou a ser atribuída a uma empresa privada, Ivy Internacional, mas ela renunciou ao projeto.

“Temos um acordo com um investidor, mas, por enquanto, ele não conseguiu atingir o seu projeto”, explicou no ano passado ao Figaro Catherine Pégard, presidente da propriedade de Versalhes.Vamos ter que repensar outro projeto”, salientou.

A expectativa é lucrar, após os investimentos, aproximadamente 300 mil euros por ano. O Palácio de Versalhes é o terceiro ponto turístico mais visitado na França. Ele também faz parte dos lugares emblemáticos que cobram os ingressos mais elevados do país, junto com o Museu Grevin, o castelo de Chantilly ou o memorial de Caen.

O castelo do Rei Sol não seria o primeiro castelo a acolher um hotel, pois duas casas na propriedade de Chambord, o castelo do Loire mais famoso, tornaram-se “chalés charmosos” com preços de 1 mil até 1,8 mil euros por semana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pierre Pichoff

Escritor, colabora para diversos veículos de comunicação no Brasil, como O Estado do Maranhão e o Matheus Leitão News.