Lyon : Pintura de Monet “Le Printemps” Banhada em Sopa por Ativistas, Museu Registra Denúncia por “Ato de Vandalismo”

A pintura “Le Printemps” (Primavera) de Claude Monet, exposta no Museu de Belas Artes de Lyon, foi regada com sopa por duas ativistas do coletivo civil Riposte Alimentaire. O museu anuncia que apresentou queixa por “ato de vandalismo”.

Este sábado, às 15h30, o quadro “Le Printemps” de Claude Monet foi regado com sopa por duas ativistas do coletivo Riposte Alimentaire. A pintura exposta no Museu de Belas Artes de Lyon, que anunciou estar apresentando queixa por “ato de vandalismo”.

A pintura a óleo de 1872 estava protegida por vidro, especifica o museu em comunicado de imprensa, indicando no entanto que será realizado um “relatório do estado da pintura e seguido de um restauro”. “O museu vai apresentar queixa por ato de vandalismo”, acrescenta o comunicado, que especifica que as duas ativistas foram detidas.

O que nossos futuros artistas pintarão?

A ação militante foi veiculada no X (antigo Twitter) pelo coletivo, que publicou o vídeo das duas jovens acompanhado de um texto de reivindicações. “Esta primavera será a única que nos resta se não reagirmos. O que nossos futuros artistas pintarão? » afirmam as duas ativistas, Ilona e Sophie segundo o colectivo, em frente à obra, vestidas com camisas brancas onde se lê “Resposta Alimentar”.

 

“A arte é a mais bela homenagem à vida. Nós adoramos, mas nossos futuros artistas não terão mais nada para pintar em um planeta queimado. Não sonharão mais, em um mundo de múltiplos conflitos. Ainda temos uma escolha. Devemos acordar e resistir”, escreve Riposte Alimentaire.

Grégory Doucet “lamenta a ação” realizada no museu

Este coletivo de desobediência civil, que substituiu Dernier Rénovation, também assumiu a responsabilidade pelo lançamento de sopa na “Mona Lisa”, que ocorreu no final de janeiro no museu do Louvre. Protegida por vidros blindados, a pintura não sofreu danos.

Esta ação marcou “o arranque de uma campanha de resistência civil, que traz consigo uma reivindicação clara e benéfica para todos”: “A integração dos alimentos no sistema geral de segurança social”.

O prefeito da cidade, Grégory Doucet, reagiu ao X, apoiando as equipes do Museu de Belas Artes de Lyon.

“Lamento a ação tomada hoje no Museu de Belas Artes de Lyon contra uma pintura de Monet. Todo o meu apoio às equipes, obrigadas a fechar parte do museu”, escreveu o ambientalista eleito. E acrescentou: “Mas face à emergência climática, a ansiedade é legítima. Respondemos a isso com ações resolutas. »

Obra Le Printemps

“Le Printemps” é uma pintura do renomado artista impressionista francês Claude Monet, concluída em 1872. A obra retrata um cenário campestre durante a primavera, capturando a beleza e a vitalidade da estação.

Monet utiliza pinceladas soltas e cores vibrantes para transmitir a sensação de luz e movimento, características típicas do estilo impressionista. A cena é dominada por uma vasta extensão de florescimento, com árvores em brotação e um céu azul claro ao fundo.

O artista enfatiza a atmosfera primaveril através da escolha de cores vivas e da representação detalhada das flores e folhagens. A luz do sol é filtrada através das árvores, criando jogos de luz e sombra que dão vida à paisagem.

“Le Printemps” é uma obra que celebra a natureza e sua renovação durante a primavera, capturando a efemeridade e a beleza fugaz da estação.

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.

One thought on “Lyon : Pintura de Monet “Le Printemps” Banhada em Sopa por Ativistas, Museu Registra Denúncia por “Ato de Vandalismo”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *