15 de Março, o início de uma nova era?

Talvez neste dia 15 de março de 2015 será o início de uma nova era brasileira ou talvez não. Estamos falando de duas escolhas bem diferente que pode ser resumidas dessa formar: Ir manifestar nas ruas para iniciar uma profunde mudança ou ficar para trás para defender a democracia.

Por enquanto, não sabemos do que o amanhã trará para o Brasil que está no meio de uma crise excepcional. Petrobras, a corrupção, Dilma, a falta de água, falta de dinheiro, a inflação do dólar.

Esperai, vamos nós acalmar e pensar um pouco.

Como em qualquer democracia, cada cidadão tem o direito à greve e o direito de manifestar. Mas quando nós exercemos este direito para opor-se a democracia, podemos ainda falar de um ato democrático?

Maio 1968 foi uma data chave para a França. Para quem não sabe, foi o início de uma gigante manifestação francesa iniciada principalmente por professores e alunos, que terminou depois de muitos meses de greve com a demissão do Presidente da República de tempo, o general de Gaulle. (Aquele que ajudou a vencer a Segunda Guerra Mundial).

A liberdade de pensamento, liberdade de ação, a liberdade sexual, muitas pessoas reclamavam uma mudança radical e imediata.

Um pouco como a grande maioria dos brasileiros agora, mas por razões diferentes.

Protestos 15 de março em São Paulo

O resultado de tudo isso?

Este foi o início do declínio da França. Perda de identidade, perda de uma parte da nossa cultura. Começamos 2015 e pode ser visto uma França rica de história, mas pobre de futuro. Os monumentos estão lá, mas a inovação se foi…

Seria o começo do fim para o Brasil?

Neste dia, muitos vão para as ruas para se manifestarem pela “dignidade” ou a impeachment da Dilma.

São Paulo, Brasília, Rio e em toda as capitais, muitas pessoas querem mostrar a sua raiva.

Imagine por um momento que o evento funcionasse e coloque fora da presidência a Dilma, quais serão as consequências?

Protestos 15 de março em São Paulo

Vários futuro se abrirão pelo Brasil…

Primeiro, o Temer certamente tomará a liderança mesmo que Aécio adoraria uma terceiro turno para ter a sua segunda chance. Sim “sua” segunda chance já que democraticamente o senhor Neves perdeu e não deveria mais falar sobre a eleição presidencial.

Você nunca repete um jogo de futebol, mesmo tendo muitos erros de arbitragem…

Segundo caso, o famoso “golpe militar” que traria o exército Brasileiro na liderança do país.

Eu tive a oportunidade de conversar com umas pessoas que gostariam de rever o exército no poder do país, devido a várias razoes “disciplinas, regras, segurança ‘

Protestos 15 de março em São Paulo

Prezados Senhores, estamos em 2015, tudo é visto e tudo se sabe …

Concordamos que a corrupção está muito presente no Brasil neste momento. Tem de haver uma limpeza em vários partidos políticos, principalmente o do PT.

Dilma foi reeleito com 51% dos votos e, embora seu índice de popularidade está muito baixo, seria bom que a democracia seja respeitada até a próxima eleição presidencial.

Protestos 15 de março em São Paulo

Desejar mudanças para melhorar a sociedade é algo essencial para um país.

Mas querer mudá-lo a qualquer preço pode ter consequências futuras desastrosas.

Ficar num caminho que tem a direção errada é muito preocupante mas mudar o caminho tomando qualquer direção pode ser muito perigoso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pierre Pichoff

Escritor, colabora para diversos veículos de comunicação no Brasil, como O Estado do Maranhão e o Matheus Leitão News.