Em operação antiterror, PF prende 10 pessoas suspeitas de ligação com EI

Os dez presos da Operação Hashtag, suspeitos de organizarem atos terroristas nas Olímpiadas, foram levados para o presídio federal de Campo Grande, segundo a Polícia Federal. A prisão é de segurança máxima e recebe presos de alta periculosidade.

As apreensões, realizadas a 15 dias da olimpíada, foram as primeiras registradas no Brasil com base na recente lei antiterrorismo, sancionada em março pela presidente afastada, Dilma Rousseff. O grupo também é o primeiro com suspeita de ligação ao grupo terrorista Estado Islâmico, que atua no Oriente Médio.

Segundo o Ministério da Defesa, alguns dos investigados na operação chegaram a fazer um juramento virtual ao grupo. Na avaliação dos investigadores, os presos são uma “célula absolutamente amadora” e sem “nenhum preparo”.

Ao todo, quatro pessoas foram apreendidas em São Paulo; uma no Amazonas; uma no Paraná; uma no Rio Grande do Sul; uma no Rio de Janeiro; uma no Ceará e uma na Paraíba.

Outras duas pessoas têm mandado de prisão, mas a Polícia Federal ainda não os prendeu. Também foram cumpridos ainda 19 mandados de busca e apreensão em dez estados. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.