Planejamento publica balanço do primeiro mês do Táxigov

O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão publicou o balanço do primeiro mês de uso do TáxiGov. As pastas que utilizam o sistema realizaram, até o momento, 2.968 corridas, atendendo 955 servidores. O tempo médio de atendimento das solicitações foi de quatro minutos. O sistema também capta a avaliação dos usuários sobre o motorista e o veículo, variando de 1 – péssimo – a 5 – ótimo – estrelas. A média das avaliações é de 4,69.

O advogado e professor de Direito Jorge Ulisses Jacoby Fernandes afirma que os dados demonstram uma boa aceitação dos usuários do serviço, embora ainda não tenham sido divulgados dados estatísticos acerca dos valores efetivamente economizados com o novo modelo.

“O ministério segue afirmando, porém, que o sistema tem um potencial de gerar uma economia de aproximadamente R$ 20 milhões por ano. O Governo Federal espera que, até o início de 2018, todos os ministérios localizados no Distrito Federal já estejam utilizando o sistema”, explica.

Para fazer parte do TáxiGov, os órgãos devem firmar Termo de Adesão e Termo de Execução Descentralizada com o Ministério do Planejamento. No caso das autarquias e fundações, é necessária a adesão à Ata de Registro de Preços nº 02/2016.

Economia em transporte

O professor destaca que o TáxiGov é um novo modelo de transportes em que os servidores e colaboradores da Administração Pública, em deslocamentos a trabalho no Distrito Federal e entorno, poderão solicitar táxis previamente cadastrados por meio de um sistema integrado. No fim de fevereiro, o Ministério do Planejamento publicou as diretrizes para a utilização do sistema. Assim, os servidores poderão solicitar o transporte por aplicativo para smartphone, via web ou por Central de Atendimento. Os táxis habilitados estarão disponíveis 24 horas por dia, inclusive sábados, domingos e feriados, podendo haver agendamento de data e horário

A medida é parte da estratégia do governo na tentativa de diminuir os gastos e reequilibrar a economia. De acordo com dados do Ministério do Planejamento, os ministérios têm um gasto anual de R$ 32 milhões com serviço de transporte de uso administrativo, e são realizadas aproximadamente 490 mil corridas no período. Com a utilização do táxi, a estimativa é de redução em até 60% das despesas nessa área”, destaca Jacoby Fernandes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.