Baixo desempenho : nestas eleições 20% dos candidatos ao Senado tiveram apenas 1% dos votos

Desde domingo (8), os vencedores nas bancadas para Senado e Câmara dos Deputados ganharam destaque e ficaram conhecidos por aqueles eleitores até dos lugares mais longínquos do Brasil. Por outro lado, no entanto, o pleito deste ano também mostra quem não conseguiu convencer o eleitor: postulantes que tiveram a menor votação. 

A Agência Brasil analisou estado a estado os candidatos que somaram 1% dos votos nas disputas ao Senado e 0,1% no pleito para um lugar na Câmara, considerados percentuais de baixo desempenho nas urnas.

Segundo a apuração, dos 8.588 candidatos a deputado federal, 2.998 tiveram 0,1% ou menos dos votos, o equivalente a 34,9% do total. Já para o Senado, dos 358 candidatos, 20% (75) conseguiram apenas 1% ou menos dos votos.

Estados

Nos estados com maior número de candidatos à Câmara que não ultrapassaram 0,1%, São Paulo teve destaque: com 1.010 concorrentes. Em seguida, vem o Rio de Janeiro (542), Minas Gerais (436), Bahia (228) e Pernambuco (159).

Partidos

Entre os partidos, as legendas mais mal colocadas foram PRTB, PRP, PMB, PPL, Rede e PROS. Agremiações menores de esquerda, como PSTU, DC, PCO e PCB, também tiveram poucos votos. 

São Paulo

O estado, que é o maior colégio eleitoral do país, foi o campeão em candidatos à Câmara dos Deputados, com 1.010 concorrentes que ficaram na casa do 0,1%. A menor votação foi de Rosicleide Oliveira (PRTB), que teve somente 10 votos. Na corrida ao Senado, quatro participantes fizeram menos do que 1%: dois do Rede e dois do PSTU.

Minas Gerais

Considerado o segundo maior colégio eleitoral do país, o estado também foi o segundo com mais concorrentes à Câmara Federal na margem de 0,1% dos votos, com 436. Nas últimas colocações, três integrantes do PPL, como Paloma Pereira que obteve nove votos. Em relação ao Senado, cinco postulantes tiveram baixo desempenho.

Rio de Janeiro 

Na terra dos cariocas quatro concorrentes ao Senado ficaram abaixo de 1% e 542 candidatos a deputado abaixo de 0,1%. No Espírito Santo, quatro postulantes ao Senado não foram além de 1%, e 15 candidatos a deputado ficaram com 0,1%.

Rio Grande do Sul

O levantamento aponta ainda que cinco candidatos a senador do estado ficaram com menos de 1%. Do total, 126 postulantes ficaram com menos de 0,01%.

Santa Catarina

Quatro catarinenses candidatos ao Senado ficaram abaixo da marca de 1%. Entre os que miraram a Câmara Federal, 41 ficaram na casa dos 0,1%. Margarete Charão (PRTB) foi a menos votada, com 16 votos.

Paraná

Para o Senado, o estado teve cinco candidatos que tiveram menos de 1% dos votos. Entre os concorrentes a deputado federal, foram 151 com 0,1%. O último foi Valdir Januário dos Santos (PRTB), com 12 votos.

Da Redação, com Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.