Obama e Raúl Castro iniciam reunião histórica na ONU

Os presidentes dos EUA e Cuba, Barack Obama e Raúl Castro estiveram reunidos nesta terça-feira (29), na sede da ONU em Nova York. O encontro bilateral é o primeiro desde a abertura das embaixadas em Washington e Havana em julho passado, depois de 50 anos de relações rompidas.

De acordo com o chanceler cubano, Bruno Rodríguez, o presidente cubano teria pedido a Obama a suspensão do embargo contra Havana. Apesar da reaproximação diplomática entre os dois países, o embargo permanece e seu fim depende da aprovação do Congresso dos EUA.

“O presidente cubano reiterou que, para que haja relações normais entre Cuba e Estados Unidos, deve ser levantado o bloqueio que causa danos e privações ao povo cubano”, disse Rodríguez.
“O ritmo do processo de normalização das relações bilaterais dependerá da suspensão do bloqueio, que a realidade do bloqueio seja modificada substancialmente mediante as amplas faculdades que o presidente dos Estados Unidos tem”, completou.

Obama se mostra confiante

Durante discurso na Assembleia Geral da ONU, o presidente dos EUA defendeu o levantamento do bloqueio e disse confiar que o Congresso “inevitavelmente levante um embargo que não deveria mais estar em vigor”. Ele foi aplaudido pelas delegações dos 193 países membros.

Obama e Castro apertaram as mãos no início do encontro. Ainda durante a reunião, feita em um “ambiente respeitoso e construtivo”, os dois presidentes “trocaram pontos de vista sobre a recente visita do Papa Francisco a ambos países”. As informações são do chanceler cubano.

Os presidentes teriam ainda decidido “continuar trabalhando em uma agenda bilateral fixada na cooperação de terceiros países e desenvolvimento do diálogo bilateral”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.