Mesada como meio educacional

Mesada é uma tradição antiga entre pais e filhos. Alguns pais desde preferem dar um valor fixo para que os filhos desde cedo saibam como usar o dinheiro e outros chegam a oferecer prêmios dependendo do desempenho da criança na escola, e que nesse caso é um erro. Para Reinaldo Domingos (Educador Financeiro) a mesada antes de tudo, deve ser visto como uma forma de educar e formar as crianças.

Domingos em seu livro “Mesada não é só dinheiro”, menciona qual a melhor forma de dar mesada aos filhos, para que estes aprendam a serem cidadãos conscientes:

“A mesada não é um instrumento facilitador e nem mesmo incentivador do consumo. É possível inserir o assunto associando-o a questões como sustentabilidade, meio ambiente, consumo consciente, dentre outras de grande relevância para a formação de um cidadão pensante, crítico e autônomo para, no futuro, termos uma sociedade mais consciente e sustentável”, sugere Domingos.

Educação financeira

Na infância, a educação financeira tem papel importante para que num futuro quando estiverem trabalhando e recebendo salário, vão lidar melhor com o dinheiro. Uma pesquisa do Serasa Experian mostra que 28,1% dos jovens entre 18 e 25 anos estão indimplentes.
Para o educador financeiro, a educação vinda da família e da escola traz resultados positivos no futuro da criança:

“Em sala de aula, professores capacitados utilizam material didático e paradidático com linguagem apropriada para ensinar educação financeira, ou seja, instituindo o comportamento correto em relação à administração e o uso dos recursos financeiros. No ambiente familiar, os pais/responsáveis devem estar por dentro do que é tratado na escola e também, claro, dar o exemplo, porque as crianças se espalham neles, não havendo conflito com o que se aprende na teoria”, defende o educador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.