Depois de confirmar caso de microcefalia em seu território, governo dos EUA pede que grávidas evitem viagem ao Brasil

O governo americano emitiu um alerta para que as mulheres gestantes adiem a viagem para o Brasil e para outros países onde o zika vírus está circulando. Os Estados Unidos registraram o primeiro caso de um bebê nascido com microcefalia relacionada ao Zika vírus, cuja mãe morou no Brasil em maio do ano passado, onde contraiu a infecção.
O governo americano já havia lançado um guia para todas as mulheres gestantes que forem visitar 14 países das Américas do Sul, Central e Caribe.
O CDC justifica ainda que o alerta segue os relatórios brasileiros acerca da quantidade de casos de microcefalia em mães infectadas pelo zika vírus.
O ministro da Saúde Marcelo Castro não questionou o alerta americano. Em sua avaliação, o problema do zika vírus é realmente grave no país e há riscos para qualquer mulher grávida ou que esteja tentando engravidar.

A gente respeita essa posição, é uma posição prudente e essa é a posição que nós estamos aqui no país assumindo desde o primeiro momento. A situação é grave, é gravíssima de saúde pública e como tal tem que ser encarada”, afirma.

Histórico

No total, são 3.530  registros de microcefalia relacionados ao Zika vírus no Brasil. E, segundo relatório do Ministério da Saúde, os casos suspeitos de dengue bateram recorde no país: 1.649.000, quase três vezes mais do que em 2014. Além disso, foram registrados mais de 20,6 mil casos suspeitos de chikungunya. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.