Irmão de Bolsonaro recebia R$ 17 mil como assessor parlamentar, mas não trabalhava

O irmão do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), Renato Antônio Bolsonaro, foi demitido, na última quinta-feira (7), do cargo de assessor especial parlamentar do deputado estadual André do Prado (PR) depois de ser apontado como funcionário fantasma na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

Ele teria trabalhado por três anos como assessor especial parlamentar do deputado estadual André do Prado (PR), na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

 O salário de Renato Bolsonaro seria de R$ 17 mil por mês, mesmo sem trabalhar. Isso sem contar com o 13º, ele custava aos cofres públicos mais de R$ 228 mil por ano.

Enquanto devia estar na Alesp, Renato trabalhava em uma corretora de imóveis na cidade de Miracatu, no interior do estado.

O deputado Jair Bolsonaro, no entanto, afirmou desconhecer a situação do irmão,  “De qual deputado ele é empregado lá em São Paulo?” perguntou o deputado federal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.