Após parecer favorável ao impeachment, comissão especial discute assunto

Na sessão da comissão especial do impeachment convocada nesta sexta-feira (8) para discutir o parecer do relator Jovair Arantes (PTB-GO), parlamentares governistas defenderam a presidente Dilma Rousseff, enquanto os de oposição não pouparam críticas à gestão da petista.

No seu relatório, o relator Jovair Arantes foi favorável à abertura do processo de impedimento de Dilma. Como justificativa, ele usou a edição de decretos suplementares pela presidente sem que houvesse autorização do Congresso e as chamadas “pedaladas fiscais”.

Sessão se estende até a madrugada

A fase de discussões deverá ser encerrada às 3h da madrugada de sábado (9), como combinaram os parlamentares, independente de ainda haver outros colocações.

A comissão conta com 65 integrantes titulares e 65 suplentes. Porém, mesmo aqueles que não integram o grupo podem falar, desde que tenham se inscrito.

Segundo as regras, os membros terão direito à palavra por 15 minutos e os não-membros, por dez minutos. Os parlamentares favoráveis e contrários discursam alternadamente.

Discussão
O primeiro a discursar foi Evair de Melo (PV-ES), que é favorável à saída de Dilma. Na opinião do parlamentar, há um “desespero” da presidente Dilma Rousseff “para terceirizar o governo”, enquanto se “esconde na sombra do ex-presidente” Lula.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.