Temer diz a Lula que o PMDB não fica no governo

Em conversa com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no final da tarde do último domingo (27), em São Paulo, o vice-presidente Michel Temer salientou que o PMDB não continua no governo Dilma Rousseff. Segundo interlocutores do petista, Temer teria dito que o processo de afastamento está muito adiantado nas bases do partido e é praticamente certo que o partido desembarque da gestão nesta terça-feira (29).

Nesta segunda-feira, 28, em entrevista a veículos de imprensa estrangeiros, também em São Paulo, Lula adiantou a saída do peemedebista do governo.  De acordo com o ex-presidente, a estratégia para barrar o impeachment de Dilma a partir de agora é atrair setores do partido à revelia da direção peemedebista.

“Vai acontecer o que aconteceu em 2003 e vamos ter uma espécie de coalizão sem a concordância da direção. Não sei se é possível mas acho que é”, afirmou o petista.

Lula adiantou que os sete ministros peemedebistas disseram que não vão deixar os cargos, independentemente da decisão da direção na reunião de amanhã, e deverão, inclusive, apoiar o PT nas articulações para manter setores do partido contra o impeachment.

“Pelo que estou sabendo, os ministros do PMDB não sairão. Vou conversar com muita gente do PMDB”, disse Lula aos jornalistas estrangeiros.

Apesar disso, porém, nesta segunda-feira (28), o ministro do Ministério do Turismo, Henrique Alves, anunciou sua despedida à frente da pasta. Apontado como um dos principais aliados de Temer, ele afirmou, em carta enviada ao Planalto, que o diálogo “se exauriu”.

Henrique ficou à frente do Ministério por onze meses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.