Ex-primeiro ministro britânico é investigado por pedofilia

A polícia britânica confirmou que o antigo primeiro-ministro Edward Heath, morto em 2005, foi referido em casos de pedofilia nos anos 1990. Diante disso, afirmou, vai reabrir as investigações. Simultaneamente, o observatório britânico que averigua queixas contra a polícia vai analisar alegações de que possa ter havido acobertamento de acusações contra Heath. As informações são do jornal The Guardian.

A Comissão Independente de Queixas da Polícia (IPCC, na sigla inglesa) vai analisar como foram tratadas as alegações, feitas nos anos 1990, de que o ex-primeiro-ministro Edward Heath teria envolvimento em casos de abuso sexual infantil. Uma queixa feita à IPCC alegava que a polícia tinha arquivado tais relatos, sem dar seguimento às denúncias.

Numa iniciativa que é separada da tomada pela IPCC, a polícia da região de Wiltshire, no Reino Unido, vai reabrir outras investigações que envolvem relatos contra Heath.

Um porta-voz da polícia de Wiltshire confirmou que o antigo primeiro-ministro estava ligado à denúncias de pedologia. “Gostaríamos de ouvir qualquer pessoa que tenha informações relevantes que nos possa ajudar na nossa investigação, ou qualquer pessoa que acredite que possa ter sido uma vítima”, explicou o porta-voz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carla Machado

Carla Machado

Jornalista com experiência em assessoria de imprensa, onde trabalhou na produção de conteúdo interno e externo e no atendimento à imprensa, e em jornal, revista e site, nos quais foi repórter. No dia 22 de maio de 2014, recebeu o prêmio Paulo Octavio de Jornalismo, pela categoria Melhor Série de Reportagem, com a série #Brasíliaquerandar, do Jornal de Brasília.