Pela segunda vez consecutiva, Congresso não vota vetos por falta de quórum

Mais uma vez a sessão conjunta no Congresso Nacional que pretendia votar os vetos presidenciais não teve quórum suficiente para ir adiante. A análise chegou a ser aberta, mas acabou adiada por novamente porque não houve número suficiente de parlamentares presentes.

Nesta quarta-feira (7), a sessão foi aberta às 12h03 com 96 deputados e 32 senadores, mas não atingiu o número mínimo exigido para votação (257 deputados e 41 senadores).

Diante da situação, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou que ainda não há nova data para a próxima sessão do Congresso Nacional. “Nós vamos avaliar quando é prudente, recomendável convocar, mas eu não tenho ainda uma decisão. Vou examinar”, salientou.

Deliberada decisão

Após algumas horas de início, parlamentares da oposição cobraram o encerramento da reunião alegando que havia passado o prazo para dar quórum que levasse diante a sessão.

Neste momento, Renan Calheiros decidiu, então, suspender a sessão por meia hora para aguardar quórum. Como o número continuou insuficiente, ele encerrou a sessão após esse período.

“Há uma deliberada decisão de não haver quórum. No Senado Federal, já temos quórum, a exemplo do que aconteceu ontem [terça]. Não temos quórum na Câmara dos Deputados”, argumentou o presidente do Senado.

O deputado Miro Teixeira (Rede-RJ) disse que, no momento dos debates, 408 deputados estavam presentes nas dependências da Casa, mas não no plenário. Para ele, isso deixa evidente que eles não tinham intenção de participar da sessão do Congresso.

“Está claro que não querem votar os vetos hoje”, disse ainda o líder do DEM na Câmara, Mendonça Filho (PE).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.