Chapa 2, da oposição, vence e mandato de Dilma fica ainda mais ameaçado

Depois de muita briga no Plenário da Câmara, a chapa 2, apoiada pela oposição e por uma ala do PMDB, foi eleita nesta terça-feira (8) para a comissão que analisará o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) na Câmara. Ela venceu com 272 votos dos 471 deputados que votaram.

A chapa apoiada pelo PT e pelo governo teve 199 votos.

A votação foi secreta, o que causou um verdadeiro reboliço dentro da Casa. O resultado foi comemorado com gritos de “impeachment, impeachment” de parlamentares no plenário, enquanto deputados da base estenderam uma grande faixa com a inscrição “não vai ter golpe”.

Entre os nomes da comissão, estão os deputados tucanos Bruno Covas (SP) e Carlos Sampaio (SP) e dos polêmicos Jair Bolsonaro (PP-RJ) e Marco Feliciano (PSC-SP).

A chapa 2 tem 39 inscritos e os outros 26 deputados que precisam ser escolhidos para preencher as 65 vagas. A votação deve acontecer na próxima quarta-feira (9).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.