Papa Francisco pede que aborto seja perdoado

 

Neste ano de 2015, o Jubileu da Misericórdia que inicia em dezembro, tem um pedido especial do Papa Francisco: perdoar os católicos que tenham feito aborto e se arrependeram do ato.

O prelado italiano Rino Fischella, organizador do Jubileu, recebeu a seguinte mensagem do pontífice: “decidido, não obstante qualquer disposição em contrário, conceder a todos os padres, para o ano do jubileu, a capacidade de absolverem do pecado do aborto a todos aqueles que o provocaram e que, de coração arrependido, peçam perdão”.

Em relação a mulheres que praticaram aborto, disse o pontífice, “o perdão de Deus a quem se arrependeu não pode ser negado”.

“O drama do aborto é vivido por alguns com uma consciência superficial, que parece não se dar conta do grave dano do ato. Mas muitos outros, ao contrário, ainda que vivam esse momento como um fracasso, consideram não ter outras vias a recorrer”,  salientou Francisco em carta, reconhecendo pensar “em todas as mulheres que recorreram ao aborto”.

“Conheço bem os condicionalismos que as conduziram a esta decisão. Sei que se trata de um drama existencial e moral. Encontrei muitas mulheres que levavam, em seu coração, a cicatriz desta escolha difícil e dolorosa. O que ocorreu é profundamente injusto”, afirmou ainda.

Na carta, o Papa também menciona doentes e presos que não tem como ir a uma igreja ou catedrais para confessar e pedir perdão de seus pecados.

O Papa Francisco anunciou um Ano Santo extraordinário de 8 de dezembro de 2015 a 20 de novembro de 2016.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.